Dr. Alan Landecker - Cirurgia Plástica e Clínica de Estética

A Clínica
Rinoplastia antes Antes Rinoplastia técnica Técnica Rinoplastia depois Depois

Cirurgia de Nariz ou Rinoplastia

A aparência do nariz é responsável por grande parte da harmonia facial, principalmente devido à sua posição central na face. Por isso, alterações até mesmo discretas no seu formato podem gerar desequilíbrios entre as unidades estéticas da face. A cirurgia do nariz, ou rinoplastia, visa justamente restaurar este equilíbrio. Ao longo dos anos, várias técnicas altamente sofisticadas foram desenvolvidas, tendo como objetivo adequar o formato do nariz às características individuais da face de cada paciente.
Atualmente, o cirurgião pode reduzir ou aumentar o tamanho do nariz, alterar a forma do dorso, diminuir o tamanho das narinas, refinar a ponta e alterar o ângulo entre o nariz e o lábio superior. A cirurgia também pode corrigir defeitos já presentes ao nascimento, seqüelas de traumatismos ou rinoplastias prévias e ajudar a resolver problemas respiratórios.

A procura pela cirurgia de nariz / rinoplastia é muito grande ? Os adolescentes são em maior número?

A procura pela cirurgia de nariz / rinoplastia não é tão grande quanto a lipoaspiração e a inclusão de implantes mamários, que são os procedimentos mais populares atualmente no Brasil. A maior freqüência é a de adultos jovens. O interessante é que o número e/ou proporção de homens que procuram a cirurgia de nariz tem aumentado ao longo dos anos. A cirurgia de nariz é atualmente a quarta cirurgia plástica mais realizada no Brasil, sendo que cerca de 50000 são realizadas por ano.

A cirurgia de nariz / rinoplastia pode ser feita em pacientes de qualquer idade?

A cirurgia de nariz deve ser feita a partir dos 16/17 anos, quando as estruturas ósseas e cartilaginosas do nariz e da face estão plenamente desenvolvidas. Além disso, os pacientes possuem melhor estrutura emocional para lidar com a mudança de aparência proporcionada pela cirurgia de nariz.

Qual a tendência hoje em cirurgia de nariz / rinoplastia? Ainda é "fazer" o nariz da moda, copiando de alguma pessoa famosa, ou os pacientes buscam respeitar o próprio perfil com plásticas mais naturais?

A tendência atual é produzir um nariz que se adapte à face e etnia do paciente. Antes da cirurgia de nariz, deve-se estudos matemáticos detalhados das proporções do nariz e da face de cada paciente e formular o planejamento cirúrgico baseado nestes resultados e no senso estético. Este deve ser mostrado ao paciente e levado à sala de cirurgia, servindo como guia para a realização da cirurgia de nariz. O objetivo deve ser individualizar as dimensões do novo nariz, adaptando-as artesanalmente às necessidades e desejos de cada paciente. Com isso, a produção de narizes sempre iguais pode ser evitada!

A cirurgia de nariz melhora a auto-estima? Interfere no convívio social?

Uma cirurgia de nariz / rinoplastia bem executada pode melhorar a harmonia facial de forma significativa, oferecendo uma boa melhora na auto-estima. A maioria dos pacientes pode se sentir mais confiante nas relações profissionais e sociais. Em pacientes que procuram o médico com problemas respiratórios, existe uma notável melhora na qualidade de vida quando a cirurgia consegue reestabelecer a integridade das vias aéreas.

Como é a Cirurgia de Nariz?

A cirurgia de nariz / rinoplastia moderna tem como princípio básico a construção de um nariz bonito e funcional. Em outras palavras, a manutenção da função respiratória deve ser uma prioridade absoluta. Nesta cirurgia, as cartilagens e ossos que formam o esqueleto do nariz devem ser esculpidas de acordo com as características do nariz e da face do paciente. Pode ser necessário utilizar suturas e enxertos de cartilagem, retirados do próprio nariz, costela ou da orelha, para corrigir as alterações de contorno e fortalecer o esqueleto remanescente. Em casos onde há dificuldade respiratória, pode ser necessário corrigir desvios do septo nasal e das outras estruturas (especialmente os cornetos) que formam as vias responsáveis pela passagem do ar.
A cirurgia de nariz / rinoplastia pode ser realizada de forma “aberta” ou “fechada”, conforme a preferência do cirurgião e as características do nariz a ser operado. Após muitos anos de especialização e utilização das duas técnicas, alguns dos principais cirurgiões do mundo atualmente realizam a maioria das rinoplastias usando a técnica aberta, pois os resultados podem ser mais previsíveis, consistentes e duradouros.

Como é a técnica aberta estruturada apresentada nos Congressos?

As técnicas de cirurgia de nariz aberta estruturada apresentadas nos Congressos podem ser utilizadas em casos de primeira cirurgia (rinoplastia primária) e para reconstruir o nariz em pacientes cuja(s) cirurgia(s) anterior(es) resultaram em problemas estéticos e/ou funcionais (rinoplastia secundária). Basicamente, estas deformidades são causadas pela retirada excessiva de cartilagem nas cirurgias anteriores, que acaba enfraquecendo a capacidade de sustentação do esqueleto do nariz. Este enfraquecimento de sustentação faz com que as cartilagens remanescentes fiquem mais vulneráveis aos efeitos do tecido de cicatrização que sempre se forma após esta cirurgia. Este tecido costuma contrair e exercer forças de tração sobre as cartilagens que, devido ao seu enfraquecimento, não conseguem resistir e acabam entrando em colapso e/ou sendo deformadas após certo tempo. Sem essa base de sustentação, a pele que recobre as cartilagens tende a ceder, causando deformações estéticas (depressões, abaulamentos, assimetrias, etc.) e podendo obstruir a passagem de ar. Portanto, é necessário reforçar o esqueleto nasal remanescente utilizando enxertos de cartilagem do próprio paciente (e pontos de fixação), para que o formato estético e funcional do esqueleto seja reconstruído e não seja distorcido pelo tecido de cicatrização. Em outras palavras, a idéia é construir um nariz mais forte do que antes da cirurgia. Esta é justamente a filosofia que gerou o desenvolvimento destas técnicas. A utilização desta filosofia em cirurgias de nariz / rinoplastias primárias pode gerar resultados mais consistentes, duradouros e agradáveis.

Como a cirurgia de nariz aberta é realizada?

A cirurgia de nariz aberta é realizada através de incisões por dentro das narinas de cada lado do nariz, unidas por uma pequena incisão na columela (coluna de pele entre as narinas). Desta forma, o cirurgião consegue visualizar amplamente os ossos e cartilagens a serem modificados pela cirurgia de nariz (ver as vantagens abaixo). A reconstrução da ponta nasal em rinoplastia secundária pode ser realizada através da rinoplastia aberta, sendo que o objetivo é produzir um tripé formato por um eixo inferior e dois eixos superiores. Este princípio do tripé, que foi descrito por Anderson, deve proporcionar uma ponta nasal com aparência estética agradável e boa rigidez estrutural. O eixo inferior será composto de uma estaca (strut) columelar e pelos dois ramos mediais das cartilagens alares, que devem ser firmemente suturados ao enxerto (estaca columelar). Esta estaca serve como pilar de sustentação e como base para a escultura da ponta. Cada um dos dois eixos superiores será formado pelo ramo lateral da cartilagem alar remanescente, fortalecido por uma viga de retificação alar. A viga de retificação alar, que deve ser suturada à cartilagem remanescente, produzirá uma unidade reta e forte. Esta nova unidade retificada sustentará a asa da ponta do nariz e corrigirá as deformidades de contorno (como depressões e abaulamentos) que eram causadas pela fraqueza do ramo lateral da cartilagem alar ressecado em excesso. Em casos mais graves, quando não há cartilagem alar remanescente, estes enxertos passam a se chamar vigas de substituição alar e acabam sustentando a asa nasal sozinhos. O toque final de refinamento da ponta é realizado suturando as extremidades distais dos dois eixos superiores à extremidade distal do eixo inferior, produzindo um tripé. A fonte preferida dos enxertos é o septo, pois o mesmo possui cartilagem naturalmente reta, forte, fácil de esculpir e não é necessário realizar incisões em outro local do corpo. Quando não há cartilagem suficiente, como em pacientes com deformidades muito significativas (inclusive no dorso do nariz) e/ou que já realizaram septoplastia, pode ser necessário utilizar cartilagem da costela ou (raramente) da orelha. Esta última é naturalmente curva, difícil de esculpir e possui pouca rigidez estrutural. Por isso, alguns cirurgiões evitam usá-la na cirurgia de nariz.

Qual a vantagem da cirurgia de nariz aberta em relação à técnica fechada?

O emprego da cirurgia de nariz/rinoplastia aberta em casos primários e para corrigir as deformidades do nariz (rinoplastia secundária) tem as seguintes vantagens:
• A rinoplastia aberta pode oferecer a possibilidade de esculpir as cartilagens e ossos com maior precisão do que a técnica fechada, pois a técnica aberta oferece visualização direta do esqueleto que forma o dorso e a ponta do nariz. Desta forma, o cirurgião consegue diagnosticar os fatores responsáveis pela deformidade com mais precisão.
• A abordagem aberta pode facilitar a retirada de cartilagem do septo, que é o material preferido para fabricar os enxertos.
• A visão direta pode oferecer a possibilidade de fixar as cartilagens e enxertos com mais segurança e precisão, visando combater o efeito distorsivo do tecido de cicatrização após a cirurgia.
• A escultura (refinamento) da ponta, assim como ajustes de rotação e projeção, podem ser mais precisos e fáceis de executar.
• A remoção de tecido de cicatrização excessivo formado entre as cartilagens e a pele devido à(s) cirurgia(s) anterior(es) pode ser mais fácil e precisa. Esta fibrose muitas vezes é a causa dos problemas estéticos.
• As técnicas descritas, quando executadas corretamente, podem oferecer resultados mais previsíveis, duradouros e consistentes.

As incisões são internas?

A incisão é feita por dentro do nariz, dos dois lados, ao longo da borda inferior das cartilagens alares (responsáveis pelo formato e sustentação da ponta do nariz). Estas incisões são conectadas através de uma pequena incisão realizada externamente, no ponto menos largo da columela (coluna de pele que fica entre as narinas). Esta incisão na columela deve ser “quebrada” para maximizar o resultado estético. Isto quer dizer que ela jamais deve ser reta. Os desenhos mais utilizados são “em escada”, “em V” e “em V invertido”.

Esta técnica de cirurgia de nariz é menos agressiva?

Na verdade, estas técnicas são mais agressivas, mas o novo nariz terá uma estrutura mais sólida e resistente do que antes da cirurgia, podendo oferecer ao paciente um resultado estético e funcional duradouro.

Não deixa cicatriz?

A rinoplastia aberta deixa uma cicatriz externa praticamente imperceptível a uma distância de conversação normal. A qualidade desta cicatriz depende fundamentalmente da execução correta da incisão e do fechamento por parte do cirurgião, sendo que menos de 5% dos pacientes se queixa do aspecto estético da cicatriz após 1 ano da cirurgia. De qualquer forma, como visto anteriormente, os benefícios da rinoplastia aberta podem ser mais significativos do que as desvantagens.

  

Com qualquer tipo de imperfeição (base do nariz larga, dorso alto, ponta globosa ou caída)?

As técnicas descritas podem ser utilizadas em cirurgia de nariz primária e secundária com excelentes resultados, podendo oferecer a possibilidade de esculpir quase qualquer tipo de nariz com precisão, versatilidade e consistência.

Também é usada para desvio de septo?

A rinoplastia aberta pode oferecer melhor visão em casos onde a correção de desvio de septo é necessária.

A técnica elimina qualquer possibilidade de fraturar o osso para correção?

A necessidade de executar fraturas para esculpir os ossos nasais independe da abordagem ser aberta ou fechada. As fraturas devem ser executadas de acordo com a necessidade de cada caso e podem ser executadas precisamente usando ambas as técnicas. Na cirurgia de nariz, estas fraturas são realizadas na junção entre os ossos do nariz e os ossos da face para afinar o dorso do nariz.

A cirurgia de nariz é com anestesia local ou geral?

A anestesia utilizada é quase sempre geral, pois é necessário retirar cartilagem do septo para fabricar os enxertos que irão ajudar a esculpir o esqueleto do nariz. A retirada desta cartilagem é feita com mais conforto para o paciente utilizando a anestesia geral, que também protege as vias aéreas contra a aspiração de sangue para os pulmões de forma mais eficiente. Em casos secundários com necessidade de grandes quantidades de cartilagem, pode ser necessário retirar cartilagem da costela; isto só é possível com anestesia geral. Nestes casos, realiza-se também uma técnica chamada bloqueio intercostal, onde anestésicos são injetados ao redor das costelas antes da retirada da cartilagem. Esta técnica pode oferecer alívio total das dores no local por 24 horas. Após este período a maioria dos médicos prescreve analgésicos e antiinflamatórios potentes, oferecendo um pós-operatório confortável.

A cirurgia de nariz demora quanto tempo?

Uma cirurgia de nariz/rinoplastia primária dura cerca de 2-3 horas. A rinoplastia secundária é bem mais complexa e pode durar 4-6 horas.

O paciente recebe alta no mesmo dia?

Sim.

Sai com um curativo?

Dentro do nariz, alguns utilizam um splint nasal feito de silicone, que possui uma canaleta embutida para permitir a passagem de ar. Este splint comprime os tecidos ao redor do septo, visando orientar a cicatrização após a retirada dos enxertos, minimizar o acúmulo de sangue no local e manter o septo retificado. A grande vantagem é a eliminação da necessidade de usar um tampão, permitindo que o paciente saia do centro cirúrgico respirando pelo nariz. Isto pode aumentar o conforto do paciente durante a recuperação. Estes splints são retirados após 4-7 dias. Por fora do nariz, a maioria dos médicos realiza um curativo com Micropore e aplica uma placa moldável e aderente de Alumínio ou plástico. Este curativo, que é retirado após 7 dias, tem como finalidade imobilizar os tecidos esculpidos durante a cirurgia de nariz, até que o corpo produza tecido de cicatrização suficiente para manter os ossos e cartilagens em sua nova posição.

Volta para tirar os pontos?

Os pontos na columela são retirados após 7 dias. Não é necessário retirar os pontos ao longo da incisão por dentro do nariz, pois os fios utilizados neste local são absorvíveis.

Qual o tempo de recuperação?

Infelizmente, a aparência final do nariz operado só pode ser analisada 1 ano após a cirurgia, devido à lenta reabsorção do inchaço. Porém, cerca de 75% deste inchaço já terá sido reabsorvido após 2 meses e o paciente já pode ter uma boa idéia do resultado neste momento. O paciente deve evitar ficar se olhando no espelho durante as primeiras semanas, tentando analisar as minúcias do seu nariz. Como haverá uma certa deformação devido ao inchaço, o paciente estará gerando ansiedade para si mesmo por estar analisando uma imagem transitória! Devemos lembrar que não existe nariz perfeito e que a perfeição é praticamente impossível de ser obtida após uma cirurgia de nariz. É fundamental que o paciente encare o tratamento como uma forma de melhorar o formato do seu nariz, não de atingir a perfeição. Caso contrário, pode haver uma grande decepção.

A cirurgia de nariz causa desconforto?

O desconforto após a cirurgia de nariz é mínimo, principalmente devido à utilização dos splints (ao invés de tampão) que permitem a respiração normal do paciente imediatamente após a cirurgia. A utilização de anti-inflamatórios potentes após a cirurgia pode eliminar a dor completamente na grande maioria dos casos.

Recuperação da Cirurgia de Nariz

Pacientes submetidos à cirrugia de nariz devem permanecer em repouso absoluto por 5-7 dias, mantendo a cabeça sempre elevada. Durante os primeiros dias, recomendamos alimentos frios e de consistência pastosa para facilitar a mastigação. O curativo é normalmente removido após 7 dias, podendo ser necessário utilizar um curativo de esparadrapo por mais 1 semana em pacientes que apresentam muito inchaço.

A análise do resultado final após a cirurgia de nariz requer paciência, já que a reabsorção do inchaço é especialmente lenta nesta região. Alguns resultados parecem excelentes após 1-2 meses, enquanto outros necessitam de mais tempo para a cicatrização completa. Em geral, o resultado final da cirurgia de nariz pode ser apreciado somente após 1-2 anos. Inclusive, recomendamos a aplicação de compressas geladas e a realização de fisioterapia para acelerar a cicatrização dos tecidos e o desaparecimento das manchas roxas que podem aparecer ao redor dos olhos. A participação de uma esteticista/fisioterapeuta especializada pode ser benéfica.

Assim como em qualquer cirurgia plástica, a proteção do sol é fundamental durante os primeiros meses para evitar o aumento do inchaço e o aparecimento de manchas na pele. As atividades físicas podem ser retomadas após 3-4 semanas, sendo que qualquer modalidade com risco de traumatismo nasal deve ser evitada por 2 meses.

Rinoplastia Clínica do dr. Alan Landecker >

Compartilhe Linkedin

Dr. Alan Landecker

  • Formado em Medicina pela Universidade de São Paulo (FMUSP), CRM-SP 87043.
  • Formado em Cirurgia Geral no Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo (FMUSP).
  • Formado em Cirurgia Plástica pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (Serviço do Professor Ivo Pitanguy) e na Clínica Ivo Pitanguy.
  • Reconhecimento do diploma médico nos EUA (ECFMG/USMLE).
  • Estagiário clínico-cirúrgico e de pesquisa nas Universidades de Miami, Alabama at Birmingham, Pittsburgh, Chicago, Nova York e Texas Southwestern, EUA.
  • Especializado em rinoplastia estruturada primária e secundária (Rhinoplasty Fellow) pela University of Texas Southwestern at Dallas, Texas, EUA, sob o Dr. Jack P. Gunter.
  • Instrutor do Dallas Rhinoplasty Symposium, curso anual teórico-prático em rinoplastia, realizado anualmente em Dallas, Texas, EUA, 2006-2008.
  • Especialista em Cirurgia Plástica e Membro Titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP).
  • Consultor científico na área de Cirurgia Plástica da revista Men´s Health Brasil.
  • Editor da parte de rinoplastia no site da PSEN (Plastic Surgery Education Network), site educacional oficial da ASPS (American Society of Plastic Surgery).
  • Membro da International Society of Aesthetic Plastic Surgery (ISAPS).
  • Membro da Rhinoplasty Society (Sociedade Internacional de Rinoplastia).
Consulte o Curriculum Vitae do Dr. Alan Landecker para obter: participação em congressos, lista de aulas sobre rinoplastia estruturada primária e secundária em congressos nacionais e internacionais, lista de publicações científicas em revistas e sites nacionais e internacionais, lista de autoria de capítulos no livro “Dallas Rhinoplasty: Nasal Surgery by the Masters, 2nd Edition", Editora QMP, EUA e autoria de livros sobre a especialidade de Cirurgia Plástica.

Acompanhe tudo sobre Rinoplastia, Cirurgia Plástica e Clínica de Estética seguindo nossas comunidades no Facebook:

Endereço

Alameda Gabriel Monteiro da Silva, 2738
Jardim Paulistano CEP 01442-002 - São Paulo - SP - Brasil
Telefone: (11) 3032-9977